Tocantins PDF Imprimir E-mail




Origem e Formação do nome

Nome de tribo indígena que habitou as margens do rio. É palavra tupi que significa bico de tucano. Tukã´(acópope de Tukano) e tï (bico).

 

História do Estado

O extremo norte de Goiás foi desbravado por missionários católicos chefiados por Frei Cristovão de Lisboa que, em 1625, percorreram a área do rio Tocantins, fundando ali uma missão religiosa. Nos dois séculos que se seguiram, a corrente de migração vinda do norte e nordeste continuou a ocupar parte da região. Pelo sul, vieram os bandeirantes, chefiados por Bartolomeu Bueno, que percorreram toda a região que hoje corresponde aos Estados de Goiás e Tocantins, ao longo do século XVIII. Na região existiam duas culturas diferentes: de um lado, a dos sulistas, originários de São Paulo, e, do outro, a dos nortistas, de origem nordestina.

As dificuldades de acesso à região sul do Estado, por parte dos habitantes do norte, os levaram a estabelecer vínculos comerciais mais fortes com os Estados do Maranhão e Pará, sedimentando cada vez mais as diferenças e criando o anseio separatista. Em setembro de 1821, houve um movimento que proclamou em Cavalcante, e posteriormente em Natividade, um governo autônomo da região norte do Estado. Cinqüenta e dois anos depois foi proposta a criação da Província de Boa Vista do Tocantins, projeto não aceito pela maioria dos parlamentares do Império. No ano de l956, o juiz de Direito da Comarca de Porto Nacional elaborou e divulgou um Manifesto à Nação, assinado por numerosos nortenses, deflagrando um movimento nessa Comarca, que revigorava a idéia da criação de um novo Estado.

Em 1972, foi apresentada pelo Presidente da Comissão da Amazônia, da Câmara dos Deputados, o Projeto de Redivisão da Amazônia Legal, do qual constava a criação do Estado de Tocantins, aprovada em 27 de julho de 1988, pela Comissão de Sistematização e pelo Plenário da Assembléia Nacional Constituinte. Seu primeiro Governador, José Wilson Siqueira Campos, tomou posse em 1º. de janeiro de l989, na cidade de Miracema do Tocantins, escolhida como capital provisória do novo Estado, até que a cidade de Palmas, a atual capital, fosse construída.
Fonte: www.mre.gov.br

 

Dados Demográficos

Capital: Palmas

Região: Norte

População: 1.305.728 (estimativa 2005)

Área: 277.297,8 km2

Densidade demográfica: 4,2 habitantes por km2

Número de municípios: 139

Vegetação: Floresta Amazônica ao Norte, cerrado na maior parte do território com pequeno trecho de floresta tropical

Clima: tropical

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,710 (2000)

Participação no PIB Nacional: 0,3% (2003)

 

Meio Ambiente

Localizado na maior área geográfica de transição das Américas, o Tocantins guarda imensas riquezas naturais. Encontro dos ecossistemas do pantanal, do cerrado e da floresta tropical úmida da Amazônia, o Estado tem a responsabilidade de garantir a biodiversidade da Região.

Dotado de belezas naturais como o deserto do Jalapão, onde se encontra o já famoso artesanato em capim dourado e o Parque Estadual do Cantão, além de praias de areias brancas e águas transparentes.

O Tocantins é dono de muitas belezas naturais, entre elas a Ilha do Bananal, a maior ilha fluvial do mundo, localizada na região sudoeste do Estado, onde também estão o Parque Nacional do Araguaia e o Parque Nacional Indígena. Dezenas de cachoeiras e grutas situadas no distrito de Taquarussu e cidades vizinhas, os rios Tocantins e Araguaia (altamente piscosos), diversas serras e a floresta amazônica completam o cenário.

 

Culinária

A culinária do Estado do Tocantins é influenciada por diversas culturas, entre elas, a cultura indígena, portuguesa, paulista, mineira e negra, assim como do Estado de Goiás, uma vez que até 1988 era a parte norte deste estado. Os pratos de destaque na culinária são: arroz cirigado ou maria-izabel, arroz com pequi, biscoito de polvilho, feijão-de-tropeiro, galinhada, pamonhada, peixe na telha, tigelada de guariroba, doce de banana à moda tocantinense, entre outras.

 
Quem somos | Termos de uso
Viajando pelo Brasil | Datas comemorativas | Sala dos professores

Copyright © 2018 - IBEP - Coleção Eu Gosto - Todos os direitos reservados Um produto Editora IBEP