Fevereiro PDF Imprimir E-mail

04 - Aniversário de Macapá

Macapá é a capital do estado do Amapá, fundada em 4 de fevereiro de 1758. O nome é de origem tupi, como uma variação de macapaba, que quer dizer lugar de muitas bacabas, um fruto de palmeira nativa da região.
A cidade de Macapá é cortada pela linha imaginária do Equador e seu acesso só é possível via aérea ou de barco, por ser um ponto fluvial.

Para registrá-la foi construído um monumento, chamado de Marco Zero, localizado a 5 km do centro da cidade e estrategicamente posicionado entre os dois hemisférios.


14 - Valentine’s Day

No dia 14 de fevereiro é comemorado o dia de São Valentim, o santo protetor dos namorados em toda a Europa, América do Norte, Sul (exceto no Brasil) e Central, Canadá e em grande parte da Ásia.

Nesse dia, segundo uma simpática tradição criada pelos devotos do santo, é comemorado o “dia dos valentins” que significa “dia dos namorados”, associado ao início da primavera, estação do despertar da vida e também do romance, quando os pássaros começam a preparar seus ninhos.

Esse dia tem como característica a troca de cartões com mensagens românticas e presentes entre os apaixonados.
No Brasil, a data é comemorada no dia 12 de junho, véspera do dia de Santo Antônio, considerado o “Santo casamenteiro”.

 

27 - Dia do livro Didático

O livro didático tem um papel fundamental na formação do estudante. Através dele, o estudante descobre o mundo do qual faz parte e também desenvolve as suas potencialidades.

Como instrumento de aprendizagem, o livro deve apresentar conteúdo e atividades que favoreçam a aquisição do conhecimento, por meio da reflexão e da resolução de exercícios.

 

Sugestão de leitura: Contos de Grimm

de Irmãos Grimm – Tradução de Monteiro Lobato, Companhia Editora Nacional.

O livro apresenta onze contos fascinantes, clássicos da literatura infanto-juvenil, recolhidos pelos irmãos Jacob e Wilhelm Grimm.

São eles: A menina da capinha vermelha, Cinderela, O ganso dourado, O príncipe sapo, As enteadas e os anões, Branca de Neve e Rosa Vermelha, Branca de Neve, O alfaiate valentão, Hansel e Gretel, Os músicos de Bremen e Histórias de anões.

São histórias que possibilitam o encontro dos públicos infantil, juvenil e adulto com valores éticos e culturais, usando a imaginação, a magia e o desejo de felicidade.

 

Carnaval

O carnaval se caracteriza por festas, divertimentos públicos, bailes de máscaras e manifestações folclóricas.
Dez mil anos antes de Cristo, homens, mulheres e crianças se reuniam no verão com os rostos mascarados e os corpos pintados para espantar o demônio da má colheita.

As origens do carnaval têm sido buscadas nas mais antigas celebrações da humanidade, tais como as festas egípcias que homenageavam a deusa Ísis e o touro Ápis.

Os gregos festejavam com grandiosidade nas festas lupercais e saturnais a celebração da volta da primavera, que simbolizava o renascer da natureza.

Carnaval no Brasil

Famoso no mundo inteiro, o carnaval brasileiro é originário do entrudo português, um conjunto de brincadeiras de rua em que as pessoas atiravam água, farinha, ovos podres e fuligem umas nas outras.

O entrudo acontecia na época anterior à Quaresma, período do calendário católico destinado à penitência, simbolizando, portanto, um momento de libertação – significado que se incorporou ao carnaval.

Trazido para o Brasil no século XVII, o entrudo sofreu influência dos carnavais dos países europeus, a partir do século XIX; quando as máscaras, as fantasias e as personagens, como o Pierrô, a Colombina e o Rei Momo, entraram para a festa brasileira.

Nessa época, surgiram também os primeiros blocos, cordões e “corsos”, desfile de carros alegóricos. A partir daí, a festa ganhou força e chegou a todas as regiões brasileiras. 

 
Quem somos | Termos de uso
Viajando pelo Brasil | Datas comemorativas | Sala dos professores

Copyright © 2018 - IBEP - Coleção Eu Gosto - Todos os direitos reservados Um produto Editora IBEP