Janeiro PDF Imprimir E-mail

01- Dia Mundial da Paz e da Confraternização Universal

No dia 4 de janeiro de 1965, o papa Paulo VI visitou a ONU (Organização das Nações Unidas), na sua campanha para reconstruir a paz mundial. Dirigindo-se aos membros dessa organização, ele pediu: “Deixai cair as armas de vossas mãos!”

Passados três anos, esse mesmo pontífice instituiu o “Dia Mundial da Paz”, que passou a ser comemorado no dia 1 de janeiro em todas as igrejas católicas do mundo.

A partir daí, nesse dia, todos os cristãos são incentivados a rezar para que a humanidade encontre um único caminho para a justiça e a paz; para que todos os povos abandonem suas armas e vivam como irmãos, se esforçando para assumir o compromisso com esse caminho da confraternização universal.

No Brasil, o marechal Deodoro da Fonseca, após a proclamação da República, em 1890, decretou o dia 1 de janeiro como feriado nacional para celebrar o “Dia da Paz Nacional”.

 

09- Dia do ‘Fico’

Em meados de 1821, as cortes portuguesas, tentando restabelecer o poder sobre o Brasil para transformá-lo novamente numa colônia, expediram decretos ordenando o fechamento dos tribunais; a descentralização dos governos das províncias e o imediato retorno do príncipe regente, D. Pedro I, a Portugal.

Os membros do Clube da Resistência, liderados por José da Rocha, na tentativa de manter a autoridade do Brasil, se uniram e organizaram uma movimentação para reunir assinaturas a favor da permanência do príncipe.

Dessa forma, juntando milhares de assinaturas, eles pressionariam D. Pedro a ficar no Brasil. No dia 9 de janeiro de 1822, veio a resposta que todos esperavam, fortalecida pelo célebre discurso: “Se é para o bem de todos e felicidade geral da Nação, estou pronto. Digam ao povo que fico!”

A partir daí, D. Pedro entrou em conflito direto com os interesses portugueses. Para romper o vínculo que existia entre Portugal e seu Reino Unido, D. Pedro fez um ministério somente com brasileiros.

Dessa forma, começava a se desenhar na história o primeiro passo para o Brasil conseguir sua autonomia e liberdade, prenunciando a declaração de independência do Brasil, meses depois, no dia 7 de setembro de 1822. O Brasil ficou livre, após 322 anos de colonialismo português, evitando a catástrofe de uma guerra.

 

12- Aniversário da cidade de Belém do Pará

Belém é a capital e também a maior cidade do estado do Pará, no norte do Brasil. É o portão de entrada da região amazônica brasileira, e conhecida também como “Cidade das mangueiras”, devido à quantidade de mangueiras encontradas em suas ruas.

Foi fundada no dia 12 de janeiro de 1616, pelo capitão Francisco Caldeira Castelo Branco, enviado pela coroa portuguesa para defender o território contra as tentativas de conquista da França, Holanda e Inglaterra, construindo o Forte do Presépio (hoje chamado de Forte do Castelo).

Inicialmente, a cidade recebeu o nome de Feliz Lusitânia. Depois, passou a ser chamada de Santa Maria do Grão-Pará e de Santa Maria de Belém do Grão-Pará, até, finalmente, chegar ao nome atual de Belém.

 

25- Aniversário de São Paulo

Situada a uma altitude de 860 metros, no planalto de Piratininga, sudeste do Brasil, a cidade de São Paulo é a capital do estado do mesmo nome, o mais populoso do país. A cidade de São Paulo é a maior cidade brasileira e do Hemisfério sul.

Ela surgiu a partir da construção de um colégio jesuíta, pelos padres Manuel da Nóbrega e José de Anchieta, entre os rios Anhangabaú e Tamanduateí, para catequizar os índios que viviam na região.

No dia 25 de janeiro de 1554, os padres Manuel da Nóbrega e José de Anchieta rezaram a primeira missa naquele assentamento. Esse acontecimento deu origem à data que hoje se comemora a fundação da cidade.

 
Quem somos | Termos de uso
Viajando pelo Brasil | Datas comemorativas | Sala dos professores

Copyright © 2018 - IBEP - Coleção Eu Gosto - Todos os direitos reservados Um produto Editora IBEP