Amapá PDF Imprimir E-mail




Origem e Formação do nome

O nome dado ao território provém do tupi, amapá, nome de uma árvore da família das apocináceas (Parahancornia amapa), de madeira útil, cuja casca, amarga, látex medicinal, de aplicação no tratamento da asma, bronquite e afecções pulmonares, tendo seu externo poder resolutivo e cicatrizante de golpes e feridas.

História do Estado

A região onde hoje se encontra o Estado do Amapá foi doada ao português Bento Manuel Parente, em 1637, com o nome de capitania da Costa do Cabo Norte. No final do mesmo século, a região sofreu incursões de ingleses e holandeses, expulsos pelos portugueses. No século XVIII, os franceses também reivindicaram a posse da área e, em 1713, o Tratado de Utrecht estabeleceu os limites entre Brasil e Guiana Francesa, os quais não foram respeitados pelos franceses. Os portugueses construíram então a fortaleza de São José do Macapá, para proteger seus limites das incursões francesas.

O povoamento do território começou a se intensificar no século XIX, com a descoberta de ouro na área e o crescimento da extração da borracha, que havia atingido altos preços internacionais na época. A descoberta de riquezas, no entanto, fez crescer as disputas territoriais, que culminaram com a invasão dos franceses em maio de 1895. A Comissão de Arbitragem, em Genebra, em 1º de janeiro de 1900, deu a posse da região ao Brasil e o território foi então incorporado ao Estado do Pará com o nome de Araguari. Em 1943, passou à administração do governo federal com o nome de Amapá. Em 1945, a descoberta de ricas jazidas de manganês na serra do Navio revolucionou a economia local. Procedeu a nova divisão territorial, passando a parte do Amapá ao norte do Rio Cassiporé a constituir o Município de Oiapoque. Foi mais uma vez desmembrado em dezembro de 1957, com a criação do município de Calçoene e a cessão de terras ao norte dos rios Amapá Grande e Mutum. A nova Constituição, promulgada em 5 de outubro de 1988, elevou o território do Amapá à categoria de Estado da Federação.

Fonte: www.mre.gov.br

Dados Demográficos


Capital: Macapá

Região: Norte

População: 594.587 (estimativa 2005)

Área: 142.815,8 km2

Densidade demográfica: 3,3 habitantes por km2

Número de municípios no estado: 16

Vegetação: mangues litorâneos, campos gerais, floresta amazônica

Clima: equatorial

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,753 (IDH 2000)

Participação no PIB Nacional: 0,2% (2003)

 

Meio Ambiente

Desde agosto de 2002, o Amapá passa a abrigar o maior parque tropical do planeta, o Parque Nacional das Montanhas do Tumucumaque, com 3,8 milhões de hectares, área semelhante a da Bélgica. O parque forma um imenso corredor de biodiversidade onde estão as nascentes dos maiores rios estaduais, como o Oiapoque, o Jari e o Araguari.

A 18 horas de barco de Macapá fica a foz do rio Araguari, onde ocorre a maior pororoca do litoral brasileiro. Quando o mar sobe, uma onda de maré invade os rios que formam o estuário do rio Amazonas e colide estrondosamente com a massa de água doce que flui na direção contrária. A pororoca do Araguari avança rio adentro durante quase uma hora e meia e arrasta tudo que estiver no leito.

Fonte: Almanaque Abril 2003

 
Quem somos | Termos de uso
Viajando pelo Brasil | Datas comemorativas | Sala dos professores

Copyright © 2018 - IBEP - Coleção Eu Gosto - Todos os direitos reservados Um produto Editora IBEP